Projetos / Casa da Laje Inclinada

  • Aerial Photo Casa Alpina by Augusto Custodio
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada
  • Casa da Laje Inclinada

Descrição

Local: Nova Lima -MG
Data: 2016

Fotos Jomar Bragança e Augusto Custódio

Esta casa, implantada sobre uma encosta com alta declividade e com uma vegetação típica do cerrado, se situa em frente a uma reserva e se volta para a vista das montanhas. Sua estratégia de implantação, longitudinal às curvas de nível, é definida pela extensa laje de cobertura, que se insere de forma fluida e livre de acordo com as necessidades do programa e do terreno.

Em um primeiro momento a laje se apresenta como um elemento leve, que se apoia em apenas dois pilares. Tem a função de marcar o acesso principal e a garagem, e enquadrar o panorama que passeia entre a vista espetacular das montanhas e o limite da área adensada de Belo Horizonte. Mais adiante a laje se inclina para baixo, conectando-se ao terraço onde estão a piscina e um grande deck de madeira, e definindo os usos do pavimento térreo. O deck acompanha todo o percurso e inclinação da laje, sombreando-a e ocultando vigas invertidas que a sustentam, dando leveza ao conjunto estrutural.

Não há barreiras ou cercas no pavimento térreo. Desta forma, a casa se insere no contexto da vizinhança como um elemento leve e permeável, em contraponto ao conjunto de cercas e muros usualmente utilizados em condomínios. Esta estratégia transforma as laterais da casa em pequenos corredores ecológicos, permitindo a livre circulação da vida selvagem pelo terreno.

Os ambientes privativos da casa estão todos localizados no pavimento abaixo do térreo. A sala se situa logo abaixo do segmento inclinado da laje de cobertura, o que permite a entrada abundante de luz natural no ambiente. De um lado da sala, grandes panos de vidro permitem a vista das montanhas. Do outro lado, um único portão de aço e vidro corre através da fachada, integrando a sala a um grande platô gramado, o quintal da casa, envolto por um muro de arrimo de pedra. A sala se transforma em uma grande varanda. O muro de pedra, ao longo do tempo se converte em um ecossistema próprio, abrigando abelhas, formigas, pássaros e lagartos.

____________________________________________________________________________________________________________

This house, set on a steep slope covered with typical Brazilian savanna vegetation, is located in front of a preserved area facing mountain views. Its location strategy, longitudinal to the terrain’s contour lines, is defined by the extensive cover concrete slab, which is fluidly inserted according to the specific needs of the program and the terrain.

At first the concrete slab appears as a light component, which rests on only two pillars. It has the function of marking the main access and the garage, as well as framing the panorama that walks between the spectacular view of the mountains and the limit of the densely populated area of Belo Horizonte. Further down the slab slopes downwards, connecting to the terrace where the pool and the large wooden deck are located, which defines the main spaces of the ground floor. The deck covers the whole course of the slab, shading it and hiding the inverted beams, giving lightness to the whole structure.

There are no barriers or fences on the ground floor. The house is inserted in the neighborhood as a light and permeable element, counterpointing the set of fences and walls that are so regular in the surrounding. This strategy transforms the free areas around the house into ecological corridors, allowing the free circulation of wildlife on the ground.

The private spaces of the house are all located below the ground floor. The living/dining room is just below the inclined segment of the roof slab, which allows abundant natural light to enter the room. On one side, large glass windows allows the view of the mountains. On the opposite side, a single steel/glass gate runs through the façade, connecting the room to a large grassy plateau – the backyard – surrounded by a stone retaining wall. The living room turns into a large balcony. The stone wall, over time, becomes an ecosystem, housing bees, ants, birds and lizards.